Grupo Escoteiro Leões de Blumenau - 2013

 GELB
Sobre o escotismo
Como Participar
História do Leões
Diretoria
Contato
 Atividades
Programação 2013
 Seções
Alcatéia I
Alcatéia II
Alcatéia III
Tropa I
Tropa II
Tropa III
Tropa Sênior / Guia
Clã Pioneiro
Clube Flor de Lis
 Saiba Mais
Palavras do Presidente
Artigos
Fotos e Vídeos
Escotismo é vida!

O movimento escoteiro é uma das instituições mais vibrantes que conheço. Não apenas pelo seu caráter educativo e por propiciar um profundo desenvolvimento das pessoas, mas sobretudo por ser um movimento de jovens. Há algo com mais vibração e energia do que um grupo de crianças ou jovens fazendo o que gostam?
Esta face vibrante já denota Vida.
Mas também podemos falar sobre outras formas.

Escotismo é vida ao ar livre - não se pode pensar em escoteiros longe da natureza. Acampando sob as estrelas, aventurando-se numa mata, banhando-se em um bucólico riacho, a atividade escoteira é feita para estar em contato íntimo com a natureza.

Escotismo é vida em equipe - as atividades na alcateia, nas patrulhas, nas equipes de interesse propiciam a interação necessária para o desenvolvimento de responsabilidades e do sentimento que somos úteis e importantes aos outros.

Escotismo é vida em comunidade - afinal cada um de nós é um elo de uma corrente, fortalecendo o local e a forma como queremos viver em conjunto. O movimento escoteiro é um celeiro de formação de pessoas que possam transformar positivamente a sociedade em que vivem.

Escotismo é vida em família - a participação ativa e intensa de toda a família é possível no Escotismo. E o Grupo Escoteiro é uma grande família, abrigando e possibilitando o convívio de todas as idades.

E que neste ano de 2013, em que comemoramos 100 anos de escotismo no sul do Brasil, com a fundação do primeiro grupo escoteiro em Blumenau, em 13/01/1913, possamos viver intensamente o Escotismo, sentir a vida que pulsa em cada membro do Grupo Escoteiro e semear alegria por onde passamos.
Sejamos felizes!

Marcel Hugo
Diretor Presidente do GELB - Gestão 2013 - 2014

A Corte de Honra
Feliz da tropa escoteira que tem uma boa Corte de Honra, uma Corte de Honra que leva a sério o seu papel de órgão mais importante na tropa e porque não dizer, do escotismo.

A Corte de Honra, formada pelos monitores e a chefia da tropa é que faz o Sistema de Patrulhas realmente exercer sua função de uma forma democrática, trazendo assim bons resultados na formação de todos os jovens que fazem parte da Tropa Escoteira, sem contar que para os chefes ela é de grande ajuda, uma vez que todas as decisões no que se referem às atividades de sede, acampamentos e tantas outras atividades especiais, são discutidas, programadas e executadas, com a ajuda consciente de cada monitor.

Por outro lado a Corte de Honra leva o jovem que assumiu a responsabilidade de ser o líder de sua patrulha, a ser valorizado como tal e por outro lado, esse jovem terá consciência de que através da Corte de Honra deverá estar sempre à frente da sua patrulha, deverá ser o que tem a melhor formação, deverá sempre fazer o melhor por cada membro da patrulha, incentivando também a formação individual, a progressão, a participação ativa nas atividades da Tropa e conhecer bem cada membro de sua patrulha.

O Monitor deverá estar sempre disposto a ajudar e orientar os membros de sua patrulha, deverá ser um exemplo em tudo que faz, não só como escoteiro, mas também no seu dia-a-dia, pois ele não é escoteiro somente quando está de uniforme, a promessa deverá valer para sempre, todos os dias, em todas as situações, e o monitor deverá ser o primeiro a cumprir isso.

A reunião da Corte de Honra sempre deveria ter um ar de mistério, de curiosidade, de solenidade, de tal forma que tudo que é tratado nessa ocasião deverá ser mantido em segredo tanto por parte dos monitores como também por parte da chefia. As decisões da Corte de Honra só deverão ser divulgadas para a tropa se realmente estas sejam de interesse da tropa, decisões que dizem respeito direto a cada membro da tropa, no restante, toda a cerimônia e acontecimentos deverão ficar em segredo, pois isso irá aguçar a curiosidade dos demais membros da tropa e levará cada um a se esforçar para que um dia possa também ser um Monitor e por outro lado cada monitor será visto com certo respeito e admiração.

Pelo menos é isso o que eu percebi e vivenciei durante os 40 anos que participo do movimento escoteiro, desde membro juvenil, e também em todos os anos que exerci a função de Chefe de Tropa.

Como será que estão hoje as Cortes de Honra de nossas tropas?

Um grande abraço, Sempre Alerta para Servir, e uma saudação especial a todos os jovens que são Monitores de verdade, líderes e não apenas monitores porque gostam do nome ou porque gostam de mandar.

Chefe Guilherme
Diretor Presidente do GELB


 Notícias e Destaques
Escotismo é vida!
A Corte de Honra!
100 anos de escotismo em Blumenau
 Fotos e Vídeos
Enxurrada no GELB
Veja mais...
Rua Pastor Oswaldo Hesse, 1701 / Ribeirão Fresco / Blumenau / SC
Fone [47] 3322.0135 / www.facebook.com/leoesdeblumenau